quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

Jovem Talento do CTG Aldeia dos Anjos Consolida Carreira

Guilherme Meregalli começou a dançar nas invernadas do CTG Aldeia dos Anjos com apenas sete anos. Nas horas vagas, cantava. Logo descobriu que a música era a sua verdadeira paixão. Hoje, aos 18, já conquistou prêmios em festivais tradicionalistas e inicia uma carreira solo profissional. A seriedade com que encara a carreira é a mesma que dedica para o curso de música da UERGS, onde cursa o 4º semestre.
Para Guilherme, o incentivo da família é fundamental para construir uma carreira profissional. “Meus pais, Adair e Vera, estão sempre junto comigo e me incentivam muito. Nasceram no interior e adoram a tradição gaúcha”, afirma. Guilherme nasceu em Esteio e mora em Sapucaia do Sul, onde trabalha na Prefeitura. “Ainda não dá para viver de shows, mas sei que estou apenas começando e chego lá”, garante.
Carreira
Um problema no joelho tirou Guilherme das invernadas de dança. Ele aproveitou para aprender violão e cantar mais. Tinha 12 anos quando começou a se apresentar como amador. “Eu parecia um robô no palco. Agora já aprendi bastante. Cantei nos corais da Ulbra e da Unisinos, e perdi o medo de enfrentar o público”, ressalta.
Em 2004, participando do festival Chimarreando com Deus, da Rádio Aliança, foi escolhido o Melhor Intérprete e teve a sua música inserida do CD como a 2ª melhor canção. Em 2005, no festival Guyanuba da Canção Nativa, de Sapucaia do Sul, ficou como melhor intérprete. Colocou uma música no CD do Festivale, de Gravataí, o que abriu as portas para apresentações em eventos do município.
Emoção
“Minha maior emoção é dividir o palco com aqueles que são meus ídolos na música”, conta Guilherme. Luiz Marenco, Leonel Gomes e o gravataiense Marcelo Oliveira são os grandes ídolos do cantor. “Canto músicas deles, mas coloco o meu estilo. Não fico imitando”, diz. Guilherme canta também músicas próprias. Cria a letra e a música. Está reunindo material para o primeiro CD. “Vai demorar ainda, mas eu chego lá. O importante é que estou fazendo aquilo que mais gosto”, completa.

fonte: secom/PM GRAVATAI

Um comentário:

Galpão disse...

OPa! Gostaríamos de saber o telefone de contato de Guilherme Meregalli....por gentileza
ficamos gratos pela atenção