quarta-feira, 16 de abril de 2008

IGTF realiza Curso Avançado de Cultura Gaúcha


IGTF realiza Curso Avançado de Cultura Gaúcha
O Instituto Gaúcho de Tradição e Folclore está com as inscrições abertas para o Curso Avançado de Cultura Gaúcha. A aula inaugural está marcada para o dia 29 de abril, com a presença do Dr. em atropologia Ruben Oliven.
O Curso Avançado de Cultura Gaúcha tem a proposta de oportunizar a formação em segundo grau na área da cultura gauchesca, com vistas à formação de pesquisadores e auxiliares de pesquisa para as áreas do folclore e da tradição. Podem realizar este curso pessoas formadas no curso básico realizado pelo IGTF em 2007 (Curso Nico Fagundes de Cultura Gaúcha), no Cfor Avançado (ministrado pelo MTG) ou em Curso Universitário relacionados às áreas afins.
Entre os objetivos específicos do curso estão: aprofundar o conhecimento de aspectos da história, do folclore, da tradição e da identidade do gaúcho; adquirir conhecimentos fundamentais de antropologia social, com foco na sociedade sul-rio-grandense; adquirir conhecimentos fundamentais de metodologia da pesquisa, voltados para a pesquisa nas áreas do folclore e da tradição, entre outros.
Entre os palestrantes confirmados estão: a antropóloga Ceres K. Brum, a presidente da Comissão Nacional de Folclore Paula Simon e o professor Ruben Oliven.
O Curso Avançado de Cultura Gaúcha é uma iniciativa da Fundação Instituto Gaúcho de Tradição e Folclore, da Associação dos Amigos do IGTF - AATF, e da Comissão Gaúcha de Folclore – CGF.
Os encontros serão todas as terças-feiras, ás 19h, no Galpão Jaime Caetano Braun, do IGTF – Centro Administrativo. Ao todo serão 61 horas/aula. O valor é de R$150,00. Cada participante com presença mínima de 75% no Curso receberá CERTIFICADO de participação emitido pelo IGTF, AATF e CGF.
Faça sua inscrição no IGTF ou solicite sua ficha de inscrição por e-mail imprensa@igtf.rs.gov.br . Endereço: Av. Borges de Medeiros, n° 1501 – Sala 10 – Térreo. Mais informações pelo telefone (51) 3228.1711 e 3212.5755. Com Joé Domingues ou Eliane Dalpizol.

Um comentário:

jose disse...

é imprecionante que não se ache sombras,esboços,contornos ou até mesmo desenhos de prendas e peões dançando tanto nosso folclore como danças fandangueiras.Procuro a dias para fazer cartazes de aulas de dança e desenhar na parede de minha academia e não encontro nada,nada!!